O Programa de Formação-Ação visa implementar processos de mudança organizacional em PME´S, focados na inovação e gestão, mobilizando em alternância as vertentes de formação teórica (em sala) e de consultoria (on the job), dotando as empresas de novas competências para aumento da produtividade, da eficiência e da capacidade competitiva. O Programa de Formação-Ação está dividido por 3 Áreas Temáticas:

  • Economia Digital;
  • Implementação de sistemas de gestão;

De acordo com o diagnóstico efetuado ao tecido empresarial local e as manifestações de interesse recebidas, foram definidos os seguintes objetivos:

  • Total de 41 PME a serem intervencionadas
  • Número total de horas de formação: 2550
  • Número total de horas de consultoria: 4300
  • Número total de formandos em formação: 220
  • Número total de formandos em consultoria: 105
  • Total de horas de volume de formação: 19 350
  • Total de horas de volume de consultoria: 11010

ÁREAS DE INTERVENÇÃO

  1. Economia Digital

Objetivos:

Incluir as tecnologias digitais no quotidiano das empresas;

Implementar níveis acrescidos de conetividade em toda a cadeia de valor da empresa, com o objetivo de as capacitar para uma adequada resposta à crescente individualização da procura e dos mercados;

Reforçar o posicionamento e notoriedade das empresas à escala global (Universo web). Linhas orientadoras:

Pretende-se que as empresas:

  • Adequem os seus modelos de negócios, com vista à inserção da PME na economia digital;
  • Marquem a sua presença no universo web (site, loja virtual, blog, redes sociais);
  • Desenvolvam ferramentas e plataformas digitais;
  • Introduzam sistemas de informação aplicados a novos métodos de gestão, distribuição e logística;
  • Conheçam as crescentes ameaças digitais à segurança das empresas e que adotem comportamentos e práticas adequadas à minimização dos riscos;
  • Adquiram conhecimentos sobre a mudança de paradigma em curso, introduzida pela evolução da digitalização, interconetividade e novas tecnologias de produção e os impactos que irão ocorrer ao nível da estrutura organizacional, nas metodologias de trabalho e na cultura

 

B)  Implementação de sistemas de gestão

Objetivos:

A qualidade é hoje um dos elementos fundamentais na competitividade das empresas do comércio e serviços. Mais do que comercializar bens e serviços este tipo de empresas são, muitas vezes, percecionadas pelos seus clientes como peritos em determinadas áreas e podem e devem funcionar como conselheiros dos clientes no sentido de lhes proporcionarem as compras mais ajustadas às suas necessidades, assegurando, sempre uma otimização da função custo-qualidade.

O “Sistema de Reconhecimento da Qualidade Global das PME do Comércio e Serviços” é reconhecido pelo Instituto Português da Qualidade (IPQ), enquanto organismo de normalização, através de uma Especificação Técnica (ET) (DNP TS 4546), sendo um sistema voluntário e flexível, da qualidade das PME do Comércio e Serviços, ajustado às especificidades deste segmento de empresas e dotado da necessária flexibilidade em termos dos tempos de execução e das áreas objeto da avaliação.

Linhas orientadoras:

  • Ajudar as organizações a obter uma diferenciação e imagem positivas;
  • Apoiar, de uma forma sistemática, a melhoria da eficácia e da eficiência dos processos, atividades e tarefas (práticas de gestão e práticas operacionais), permitindo maximizar os recursos disponíveis;
  • Incentivar a melhoria dos serviços prestados e dos bens fornecidos a clientes e consumidores;
  • Assegurar o cumprimento das formalidades legais inerentes ao seu licenciamento e desencadear um maior grau de envolvimento e participação dos colaboradores nos processos internos de melhoria;
  • Proporcionar o aumento da qualificação dos recursos humanos e assegurar as competências profissionais exigíveis associadas aos serviços prestados;
  • Garantir a disponibilização de infraestruturas adequadas à comercialização e ao fornecimento de bens e serviços (Ex: equipamentos, mobiliário e instalações);
  • Proporcionar à organização uma nova forma de estar na sociedade e um relacionamento inovador com todas as suas partes interessadas.